Home Diversão & Cia Pesquisa aponta reposição hormonal contra mal de alzheimer

Pesquisa aponta reposição hormonal contra mal de alzheimer

5 min read
1
3
1,078

Curiosidade: Quando uma mulher entra na menopausa aumenta o risco de Alzheimer

Estudos apontam que as mulheres têm duas vezes mais chances de ter a doença de Alzheimer, devido à falta de hormônios femininos, que pode ocorrer após a menopausa ou a histerectomia total, quando há retirada cirúrgica do útero com ovários.

A suspeita partiu após análise do neurologista e pesquisador da Clínica Mayo, em Minnesota, nos Estados Unidos, o professor Walter Rocca. Ele descobriu que quando uma mulher entra na menopausa ou faz uma histerectomia, muitas vezes por causa de miomas, dor e ou menstruação intensa, aumenta-se o risco de Alzheimer em 140%.

Isso acontece porque a mulher deixa de produzir, nos ovários, um hormônio chamado estrogênio, que tem ligação com a memória. Na tentativa de minimizar o problema, equilibrar o nível desse hormônio e evitar o Alzheimer, o pesquisador indica a terapia hormonal com reposição de estrogênio para mulheres que perderam seus ovários.

Blogs Mix – Tu é doido, casar com uma jumenta rapá!

Tu é doido, casar com uma jumenta rapá! 😍😍😍😍😍😍#BlogsMix #CompartilheVisite o nosso site: www.blogsmix.com.brCurta: https://www.fb.com/dicasdemaquiagem/Curta: https://www.facebook.com/tpmexplosiva/Curta:https://www.facebook.com/naodescodosalto/

Posted by Tudo & Cia on Thursday, June 1, 2017

No entanto, muitos médicos têm medo de utilizar terapia hormonal com estrogênio por causa da sua possível ligação com o câncer. “Mas estudos apontam que os hormônios bioidênticos, ou seja, com a mesma estrutura molecular do nosso organismo utilizado na dose fisiológica com hormônio progesterona (Bioidêntico), não houve aumento do risco de câncer”, explica a coordenadora de Educação e Pesquisa da Clínica Higashi, de Terapia Hormonal e Neurologia, Andrea Nunes Higashi.

Segundo ela, é importante compreender que existem outros hormônios que podem influenciar a memória da mulher, como a função da tireoide baixa que está ligada ao declínio cognitivo e demência.

A profissional recomenda que a mulher discuta com o médico todas as possibilidades de redução do risco de doenças associado ao envelhecimento.

Hoje, sabe-se que o Alzheimer afeta cerca de 37 milhões de pessoas no mundo e perto de um milhão só no Brasil, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde. Ainda não se sabe as causas da enfermidade, apenas a certeza de que a doença aparece com mais frequência em pessoas com mais de 60 anos. E com o envelhecimento da população o número de portadores tende a aumentar.

Comente sobre esse post com os amigos.
Load More Related Articles
Load More By BlogsMix
Load More In Diversão & Cia