Home Diversão & Cia Mal de Alzheimer: principais causas e cuidados.

Mal de Alzheimer: principais causas e cuidados.

8 min read
3
53
60,086

Blogs Mix – Não me chame de "cumade". Nunca te vi.

Visite o nosso blog: ❤️ ❤️ ❤️ https://www.blogsmix.com.br Não me chame de "cumade". Nunca te vi.😂😂😂😍Curta-Comente-Compartilhe: 👇 👇 👇👇 👇 👇👇 👇 👇👇 👇 #BlogsMix – Artigo interessante: 👉 👉 👉 http://bit.ly/2vI23gfCurta também os nossos parceiros 👇 👇 👇 🚩 https://www.fb.com/naodescodosalto 🚩 https://www.fb.com/dicasdemaquiagem/ 🚩 https://www.fb.com/sosvagasdeempregos 🚩 https://www.fb.com/tpmexplosiva

Posted by Tudo & Cia on Saturday, June 10, 2017

Saiba mais sobre o mal de Alzheimer, doença que causa perda de memória e atinge 5 em cada 100 idosos com mais de 70 anos.

5 em cada 100 brasileiros acima dos 70 anos têm Alzheimer

Perda de memória, dificuldade para realizar atividades simples, mudanças de humor e comportamento agressivo. Muitos acham que esses sintomas são “coisas de velho”, mas eles podem ser sinais do mal de Alzheimer, doença que ataca o cérebro e não tem cura.

Segundo a psiquiatra Rita Ferreira, do Hospital das Clínicas de São Paulo, é possível prevenir o surgimento desse mal. “Atividades físicas, dieta saudável e controle de doenças como diabetes reduzem os riscos”, explica. Já quem fuma e bebe álcool tem mais chances de desenvolver a doença.

De acordo com a Associação Brasileira de Alzheimer, 5 em cada 100 idosos com mais de 70 anos são atingidos por esse mal. E essa porcentagem aumenta conforme a idade.

7 dúvidas sobre o Alzheimer

1. O que causa a doença?
A causa é desconhecida, mas os cientistas já descobriram que ela não é provocada por envelhecimento ou infecções, nem tem relação com o uso do cérebro.

2. Como é descoberta?
Por meio de testes que avaliam juízo, atenção, percepção, memória, raciocínio, imaginação, pensamento e linguagem. Outros exames, como tomografia cerebral e ressonância magnética, também ajudam a confirmar a doença.

3. Há algum tratamento?
Sim, feito com remédios e terapias específicas para reabilitar as funções neuropsicológicas. O tratamento é fundamental e deve ser iniciado o mais rápido possível, para deter o avanço da doença.

4. Tenho um parente com Alzheimer, devo me prevenir?
Sim. Fique atenta aos sintomas e procure um médico caso perceba algum sinal da doença.

5. E se ele não me reconhecer nunca mais?
Há quem viva uma perda semelhante ao luto, que tende a piorar com a evolução da doença. Procure um psicólogo ou converse com o médico do paciente para enfrentar essa situação dolorosa.

6. O que digo às crianças quando o(a) avô(ó) delas não as reconhecer?
Fale a verdade. Conte a elas que o(a) vovô(ó) tem uma doença que o faz perder a memória. Mesmo assim, estimule seu filho a participar de atividades junto ao avô.

7. Como deixar o paciente mais confortável?
Ao perder a memória, o doente pode se sentir muito confuso. Por isso, não insista nem pressione para que ele se lembre de alguma coisa, só ajude-o a se situar no momento presente. Se nada adiantar, convide-o para dar um passeio e mude de ambiente. Sua postura é o que fará a diferença.

Aprenda a cuidar de um paciente

5 atitudes que ajudam o doente a se sentir confortável…

– Estabeleça rotinas
Elas representam uma segurança para o paciente.

– Incentive a independência
Faça as coisas com o idoso e não por ele. Respeite-o e preserve sua capacidade atual de realizar atividades cotidianas, como lavar louça ou fazer compras.

– Evite confrontos
Por mais que algumas atitudes pareçam de propósito, lembre-se de que a doença causa agitação e agressividade no paciente.

– Perguntas simples
Evite dar várias opções de escolha. Diga “Você quer uma laranja?” em vez de “Que fruta você quer?”.

– Procure manter o bom humor
A gente sabe que não é fácil lidar com essa situação de forma leve e descontraída, mas o esforço é fundamental. Tente rir junto com o doente ou com as pessoas que estão ao redor, para aliviar o clima. Tente ser uma companheira compreensiva e amorosa.

Comente sobre esse post com os amigos.
Load More Related Articles
Load More By BlogsMix
Load More In Diversão & Cia

3 Comments

  1. […] de uma pessoa com Doença de Alzheimer é um desafio para qualquer família. As mudanças são significativas e precisam ser compreendidas […]

    Reply

  2. […] de uma pessoa com Doença de Alzheimer é um desafio para qualquer família. As mudanças são significativas e precisam ser compreendidas […]

    Reply

  3. […] de uma pessoa com Doença de Alzheimer é um desafio para qualquer família. As mudanças são significativas e precisam ser compreendidas […]

    Reply

  4. iziovete

    16/01/2018 at 22:42

    Your comment is awaiting moderation.

    Sit canadian pharmacy cialis hobbies, salient inability ez online pharmacy buy viagra usa cramp roots, online pharmacy balanitis folate praevia thrombus, passing vardenafil 20 mg senile purchase levitra door, cough; biopsy; twenty-five propecia otoconia control; buy propecia healthy, catheterized propecia deployed, buy prednisone online bladder; undisclosed granulation, wobbleboards admission global.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.