Home Ciência & Tecnologia Golpe no WhatsApp promete falsa vaga de emprego e prejudica mais de 200 mil usuários

Golpe no WhatsApp promete falsa vaga de emprego e prejudica mais de 200 mil usuários

7 min read
0
0
57,307

Mais um falso golpe está atingindo internautas brasileiros, desta vez os usuários do aplicativo WhatsApp estão sendo enganados com uma falsa vaga de emprego na rede de lojas Carrefour. Segundo informações do UOL, a empresa de segurança digital PSafe informou que, em menos de 24 horas, mais de 200 mil usuários já haviam compartilhado a falsa vaga.

O golpe promete a participação em um suposto processo seletivo com salários de até R$ 1.852. O usuário que clicar no link divulgado no aplicativo é redirecionado para uma página em que ele precisa responder se conhece ou frequenta a loja na cidade onde mora, se tem carteira de trabalho e se é maior de 18 anos. A vítima então é encaminhada para outra página e lá é direcionada a enviar a “oportunidade” para mais 15 amigos. A média de cliques no link do golpe é de 10 mil a cada hora.

O usuário enganado ainda é condicionado a se cadastrar em serviços de SMS que realizam cobranças indevidas ou a baixar falsos aplicativos, que podem infectar o aparelho celular e ainda deixá-lo propenso a outros tipos de crimes. Se o internauta foi vítima do golpe, deve entrar em contato com sua operadora e cancelar o serviço de SMS pago.

Estudiosos da área explicam que o usuário precisa tomar cuidado com promessas e promoções exageradas e sempre procurar a informação nas páginas oficiais das empresas antes de clicarem em links desconhecidos.

Hackers criaram e disseminaram no WhatsApp um golpe que promete uma participação em um falso processo seletivo na rede de supermercados Carrefour, com salários de até R$ 1.852. O alerta veio da empresa de segurança digital PSafe, que também afirmou que em menos de 24 horas, mais de 200 mil pessoas já compartilharam a falsa promessa.

O golpe consiste em receber um link pelo aplicativo de mensagens, alertando que o Carrefour está contratando profissionais com urgência, sem necessidade de ter experiência e para início imediato.

Olhar Digital

Ao acessar o endereço para checar as vagas disponíveis, é solicitado que o “candidato” responda a três perguntas: “Você conhece ou frequenta o Carrefour da sua cidade?”, “Você tem carteira de trabalho e realmente está interessado nessa vaga?” e “É maior de 18 anos?”.

Independentemente das respostas fornecidas, a vítima é encaminhada para uma nova página que alega que só é possível agendar a suposta entrevista de emprego se compartilhar a oportunidade com 15 amigos via WhatsApp, para “preencher o mais rápido possível as vagas”. Dessa maneira, o golpe é disseminado rapidamente, com média de 10 mil cliques por hora.

Após o compartilhamento, o usuário é levado a se cadastrar em serviços de SMS pago –que efetuam cobranças indevidas– ou baixar apps falsos, que podem infectar o smartphone e deixá-lo vulnerável a outros tipos de crimes ou prejuízo financeiro.

O ataque ainda conta com comentários de falsos usuários alegando que conseguiram a vaga de emprego, com o intuito de validar o golpe, como, por exemplo, “Estou contratada, graças a Deus”, “Gente, vou começar a trabalhar amanhã” e “Juro que pensei que era mentira, mas não é”.

Para não se tornar uma vítima de hackers, é necessário que os usuários consultem sempre páginas oficiais de empresas para se certificarem que se trata de uma oportunidade verídica.

“Os cibercriminosos tendem a desenvolver golpes que, supostamente, atenderiam às necessidades de uma grande parcela da população e ainda utilizam o nome de marcas reconhecidas para trazer credibilidade”, diz o gerente de Segurança da PSafe, Emilio Simoni.

Outra reação a ser tomada é desconfiar de promoções exageradas que chegam por mensagens e checar sempre a veracidade ao entrar em contato com a empresa. Além disso, instale um software de segurança com a função ‘antiphishing’, que percebe e filtra os golpes que usam “iscas” para enganar o usuário.

Caso o usuário tenha caído no golpe, entre em contato com a operadora do seu celular para cancelar o serviço de SMS pago.

Fonte: UOL

Comente sobre esse post com os amigos.
Load More Related Articles
Load More By BlogsMix
Load More In Ciência & Tecnologia